Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Senhora Dança? A Mandy pelas danças da vida.

Um blog para todas as mulheres depois dos “entas” . Mulheres que, na plenitude das suas vidas, desejam celebrar a liberdade de assumirem a sua idade, as suas rugas, os seus cabelos brancos e que querem ser felizes

A Senhora Dança? A Mandy pelas danças da vida.

Reflexão - O que vale uma amizade ?

Mulheres amigas 2

A amizade é indispensável para o bom funcionamento da memória e para a integridade do próprio eu. Amigos são testemunhas do passado , são o nosso espelho, através deles podemos olhar-nos. Toda a amizade é uma aliança contra a adversidade, aliança sem a qual o ser humano ficaria desarmado contra os seus inimigos.

Mulheres amigas 1

 

Amigos recentes custam a perceber essa aliança, não valorizam ainda o que está a ser construído. São amizades não testadas pelo tempo, não se sabe se enfrentarão com solidez as tempestades ou se serão varridos numa chuva de Verão, porque se a todos nós fosse concedido o poder, como num passe de mágica, de ler a mente uns dos outros, suponho que o primeiro efeito seria que quase todas as amizades se desfariam.

 

O segundo efeito, entretanto, poderia ser excelente, pois um mundo sem amigos seria sentido como intolerável, e nós teríamos de aprender a gostar uns dos outros sem a necessidade de um véu de ilusão para esconder de nós mesmos que não nos consideramos uns aos outros pessoas absolutamente perfeitas.

Vejamos:

Um amigo não divide apenas o preço da refeição: divide lembranças, crises de choro, experiências; Divide a culpa, divide segredos;

Um amigo não empresta apenas qualquer coisa. Empresta o verbo, empresta o ombro, empresta o tempo, empresta o calor e o agasalho;

Um amigo não recomenda apenas um disco. Recomenda cautela, recomenda um emprego, recomenda outro amigo;

Um amigo não dá boleia apenas para ir à  festa. Leva-nos para o seu mundo, e quer conhecer o nosso;

Um amigo não é só para ir beber um copo. Passa connosco um aperto;

Um amigo não vai só connosco visitar aquela exposição. Anda em silêncio na dor, entra nas nossas angústias, sai do fracasso ao nosso lado;

Um amigo não ajuda, apenas. Segura a mão, a ausência, segura uma confissão, segura o abanão, segura o choque.

 

Mulheres amigas

 

Infelizmente, somos compelidos a reconhecer, que há poucas amizades assim, ou muito poucos têm o privilégio de ter amizades assim.

Tomemos esse facto como óbvio. Aprendamos, então, a apreciar as poucas mas boas amizades, porque sempre as temos/teremos.

 

Mandy Martins-Pereira escreve de acordo com a antiga ortografia.

 

Texto com adaptações de textos de Milan Kundera e Bertrand Russell

 

Imagens : Web e Flickr

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.