Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Senhora Dança? A Mandy pelas danças da vida.

Um blog para todas as mulheres depois dos “entas” . Mulheres que, na plenitude das suas vidas, desejam celebrar a liberdade de assumirem a sua idade, as suas rugas, os seus cabelos brancos e que querem ser felizes

A Senhora Dança? A Mandy pelas danças da vida.

Por vezes, cansamo-nos, chegamos ao limite das nossas forças e, simplesmente, deixamos –nos levar. Chorar não é desistir, nem é um sinal de fraqueza.

Nalgumas ocasiões não temos outro remédio que não recorrer a este alívio tão necessitado porque estamos cansadas. Cansadas de ser fortes. Porque a vida nos exigiu e contínua a exigir muito, e quem nos rodeia nem sempre é consciente de tudo o que damos em troca de nada.

Não carregue o peso do mundo nas suas costas. Carregue tudo aquilo que, de verdade, é essencial para si, e não se esqueça nunca de que o seu coração precisa de um espaço privilegiado para si própria. E se precisar chorar, chore, porque só os mais fortes se permitem fazer isso.

mulher-madura-triste-24451097

Não se pode ser forte todos os dias

É possível também tenha sido educada sob uma ideia de que as lágrimas devem ser “engolidas”. De que a vida é dura e que chorar não serve para nada. Esta ideia, a longo prazo, pode causar-nos problemas muito sérios a nível emocional.

O facto de “não chorar” envolve, muitas vezes, não demonstrar o que sentimos e escondermo-nos sob aparências falsas que não são correctas.

Se se empenhar em aparentar estar bem, escondendo sentimentos e problemas, no final das contas não apenas irá esconder as suas emoções do mundo, mas também de si mesma.

Mulher madura triste3

As emoções que se ocultam são problemas que não enfrentamos. E um problema não solucionado é uma emoção que acaba sendo somatizada em forma de dor de cabeça, enxaquecas, cansaço, tensão muscular, enjoos, problemas digestivos, etc.

Não se pode ser forte todos os dias, assim como ninguém pode esconder o seu mal-estar ou tristeza durante toda a sua vida. Não é saudável nem higiénico. Você deve permitir-se este instante de alívio onde as lágrimas actuam como autênticas libertadoras de stress, nervosismo, e emoções. Lembre-se:

Chorar cura

As lágrimas são um alívio que compõe o primeiro passo da mudança. Supõe assumir as nossas emoções e libertá-las.

mulher-madura-triste-que-senta-se-na-tabela-81297097 (2)

Após o choro chega a calma. Sentimo-nos mais relaxados para ver a realidade e tomar decisões.

A necessidade de ser forte quando a vida nos exige demais

Ninguém sabe melhor do que nós mesmas o que investimos para estar onde estamos. Ao que tivemos de renunciar por pessoas que amamos.

E tudo isso foi feito por livre e espontânea vontade, pois era o que mais desejávamos. Sempre chega um momento em que parece que a vida, e mais ainda, as pessoas que nos rodeiam, não nos tratam com o carinho que nós demonstramos por elas.

Devemos, então ser fortes diante de uma sociedade que não facilitou nem facilita a nossa vida em termos sociais e profissionais. Mostrar força diante de uma família que nem sempre é fácil lidar como deveria, diante de filhos, irmãos ou parceiro que, nalgumas ocasiões, costumam priorizar-se,  excessivamente, sem levá-lo em conta.

E, além disso, há dias nos quais nos cansamos  de ser fortes, de levar tudo nas nossas costas, e então, é preciso chorar.

Mulher madura triste 2 (2)

É importante estabelecer limites e dar à vida somente aquilo que podemos oferecer.

Ninguém pode dar mais do que tem. É impossível oferecer alegria e felicidade aos outros se eles não retribuírem com o mesmo carinho, com o mesmo afecto. A chave está no equilíbrio. Para conseguir ser forte e poder lidar com todas as tarefas ao longo do dia e, por sua vez, cumprir com estes objectivos que temos em mente levando em conta as dificuldades, é importante colocar em prática estas dimensões:

Ser forte implica, primeiramente, estar bem consigo mesma. Cultive o seu crescimento pessoal, aproveite os seus momentos sozinha, os seus interesses. Ame cada pessoa que tenha ao seu lado e, acima de tudo, ame a si mesma.

 

Mulher madura triste (2)

Os mais fortes são os que sabem amar e, por sua vez, amar-se, também, a si mesmos. E não, isso não é um sinal de egoísmo.

Ser forte requer também libertar pesos que dificultam o nosso avanço, que afectam o nosso bem-estar e nos causam sofrimento. Sabemos que dói em muitas situações, mas é necessário deixar de dar prioridade a todos aqueles que não nos consideram.

Ser forte significa permitir-se  “ser fraco” de vez em quando. O que queremos dizer com isso?

.Além da nossa capacidade, que não vamos assumir mais responsabilidades do que as que já temos:

  • Temos o direito de dizer que “não conseguimos lidar com isto ou aquilo”, que está;
  • Temos o direito de dizer que “não consegue mais” e que precisa de um descanso;
  • Temos o direito de pedir respeito, exigir carinho, afecto e reconhecimento. Quem precisa de nós deve compreender que nós também precisa deles.

Madeixas bem curtas, com um corte bem elegante

E, é claro, temos todo o direito de ter os nossos instantes de alívio pessoal, de procurar um instante de intimidade para passear e pensar em nós mesmas, para chorar, para escutar os nossos pensamentos e atender as nossas emoções, para tomar decisões e avançar.
Porque a vida é, no final das contas, isso mesmo. Caminhar pelos nossos próprios caminhos com o máximo de equilíbrio e bem-estar interior.

 

FONTE  MelhorcomSaúde (Texto adaptado)


Crétidos imagens : Depositphotos, Dreamstime, iStock. 

 

Mandy Martins-Pereira escreve de acordo com a ortografia antiga.

 

 

 

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.