Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Senhora Dança? A Mandy pelas danças da vida.

Um blog para todas as mulheres depois dos “entas” . Mulheres que, na plenitude das suas vidas, desejam celebrar a liberdade de assumirem a sua idade, as suas rugas, os seus cabelos brancos e que querem ser felizes

A Senhora Dança? A Mandy pelas danças da vida.

Mulheres que deixam o tempo agir naturalmente

Sem maquilhagem 1

 

Por que postar “selfies” nas redes sociais sem maquiagem virou um desafio? Por que mostrar o rosto limpo, sem retoques de cosméticos ou efeitos “embelezadores” dos filtros disponíveis nos aplicativos de fotografia, se tornou sinónimo de transpor barreiras, superar tabus e bater de frente com convenções sociais? O fenómeno que mobiliza famosas e anónimas do mundo inteiro faz parte da campanha norte-americana “Stop the beauty madness” (Pare a loucura da beleza), lançada pela escritora Robin Rice (na imagem), que se autoproclama “artista das mudanças sociais”. Quem adere à proposta e publica fotos “ao natural” incita outros amigos a fazer o mesmo, criando uma verdadeira corrente contra os padrões estéticos.

robin-rice

 

É a velha polémica entre aquelas que tentam manter a aparência jovem, seja a que custo for, e as querem assumir a idade de peito aberto, sem nenhum subterfúgio. Estas fazem questão de não esconder nada: o cabelo branqueando, as manchas de cores variadas que surgem na pele aqui e ali e nem as rugas.

Mas a pergunta ainda permanece. Por que tirar fotos mostrando as imperfeições, manchas, rugas, olheiras e flacidez se tornou uma provocação? Simplesmente porque muitos a vêem assim. A revelação e a surpresa que estão por trás da atitude dão à campanha o carácter de desafio. Mas o sentimento só é despertado em quem o reconhece de facto.

As donas de belos cabelos grisalhos, corpos e rostos nunca retocados por cirurgias plásticas e orgulhosas de mostrar uma beleza natural, dificilmente ofuscada por bases, pós e blush, elas não têm qualquer dificuldade em aparecer de cara limpa. Assumem as marcas da idade e deixam o tempo agir naturalmente, sem neuras, vergonhas, ou qualquer outro sentimento que possa motivar a busca desenfreada e desmedida pela juventude e por um padrão estético contestável.

Jamie Lee Curtis

 

Não se trata de desleixo, mas de um cuidado saudável. É preciso ter uma postura e uma autocrítica para envelhecer com qualidade. Equilíbrio, segurança e autoconhecimento são elementos importantes para assumir estas decisões.

Ninguém falou em abandonar de vez o estojo de maquilhagem, deitar fora os cremes ou excluir de vez o cabeleireiro da lista de compromissos. Nem tanto ao céu, nem tanto à terra. Não há mal nenhum em pintar o cabelo, fazer uma drenagem linfática ou um tratamento dermatológico para melhorar o aspecto da pele. “Romper com os apelos criados é muito complicado e não é obrigatório fazê-lo. Não é preciso brigar com a sociedade e abrir mão dos recursos que estão disponíveis. O que se almeja é o equilíbrio

 

Mandy Martins-Pereira escreve de acordo com a antiga ortigrafia

 

Texto adaptado do original editado no Portal Uai

 

Imagens : Web

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.