Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Senhora Dança? A Mandy pelas danças da vida.

Um blog para todas as mulheres depois dos “entas” . Mulheres que, na plenitude das suas vidas, desejam celebrar a liberdade de assumirem a sua idade, as suas rugas, os seus cabelos brancos e que querem ser felizes

A Senhora Dança? A Mandy pelas danças da vida.

HOJE ACORDEI E DECIDI SER FELIZ

hoje-eu-acordei-e-decidi-ser-feliz

Hoje acordei e disse: liberto-me de todos os sentimentos que me fazem mal. Podem ir-se embora. Agradeço e serei eternamente grata por tudo aquilo  que aprendi convosco, mas agora chega. Podem ir-se embora! Sejam livres, mas bem longe de mim.

 

Quem nunca disfarçou uma lágrima dizendo que tinha comichão no nariz, ou que lhe tinha caído um cisco no olho? E  que fazer quando as lágrimas correm pelo seu rosto sem controlo? Atrevia-me a dizer que chorar no transporte público é uma das situações mais ingratas da vida. E por que é que achamos que ao colocar os óculos escuros, estes vão activar a nossa capa de invisibilidade? Santo Deus, como eu queria uma. Parece que, exactamente neste momento, todos resolvem notar a nossa existência. Ou talvez não, talvez nem estivessem a olhar para nós, mas nós achamos que sim e, se isto não bastasse, a pensarem ainda, o que de errado teria acontecido a estes pobres coitados. E quando o mundo está de cabeça para baixo, não queremos ser notados. Na verdade, queremos, sim. Mas por pessoas específicas que nem sempre dão a devida importância à nossa tristeza.

 

Ficar a rever mentalmente os acontecimentos, os detalhes, os cheiros, as sensações. Fazer relações do possível e do impossível, seja com ou sem sentido. Aliás, a vida não tem o menor sentido. A vida é mesmo engraçada. Quando estamos no meio do olho do furacão ou dentro da tempestade do nosso copinho d’água, parece que aquela certeza nunca vai ser quebrada, que a dor não vai ter fim e aqueles milhões de dúvidas nunca serão resolvidos. Depois o tempo passa, o vento sopra, o mundo gira e tudo muda.

 

Quer a receita para voltar a ser feliz? Escolha ser feliz! Parece um cliché, parece um tanto banal, mas é a maior verdade do mundo. Puxar o travão de mão, respirar fundo e gritar para o seu Eu que a sua escolha é esta: ser feliz. A batalha contra os maus pensamentos é árdua e diária, porém o fortalecimento a cada instante, que  libertamos a negatividade, é fundamental.

 

As lembranças más estarão sempre a rondar, esperando a menor distracção. O segredo é aprender a doutrinar a mente. Aceite a existência desse pensamento, mas mande-o embora. Não aceite que ele permaneça. Dia após dia, quando menos der por isso, todo aquele sofrimento não terá mais explicação, propósito ou lógica.

 

Troque a lágrima por um sorriso. Porque a graça da vida é que ela segue um roteiro desconhecido. Só precisamos ter força de vontade para encarar essa viagem cheia de aventuras, percalços e descobertas.

 

 

Acorde e diga: hoje só quero amor e paz.

 

Mandy Martins-Pereira escreve de acordo com a antiga ortografia,

 

Texto adaptado do original de Mariana Staudt

 

Imagem : Web

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.